Notícias

14.12.2020

Monumento às vítimas do Holocausto é inaugurado no Rio de Janeiro

Clique na imagem para ampliar.

Foi inaugurado ontem, com uma cerimônia especial, o Monumento às Vítimas do Holocausto. Composto por um obelisco de quase 20 metros de altura que representa os Dez Mandamentos, o monumento faz parte do Memorial do Holocausto Rio, projeto que conta com apoio da Multiplan e tem como patrono o presidente da Companhia, José Isaac Peres.

Em uma área de 4 mil m² no Morro do Pasmado, em Botafogo, Rio de Janeiro, o espaço, que antes era abandonado, ganhará um museu que vai apresentar aos visitantes relatos e imagens de vítimas e sobreviventes de um dos maiores genocídios da história. A previsão é que o Memorial seja aberto ao público no segundo semestre de 2021.

A Multiplan e seu presidente são doadores e parceiros do projeto, que fortalece temas ligados aos direitos humanos, a cultura e o turismo no Rio de Janeiro e no Brasil. Para José Isaac Peres, “esse monumento deve ser uma luz acesa eternamente, como um farol a iluminar o Rio de Janeiro. E será, sobretudo, um símbolo da paz e da compreensão.”

Com curadoria integrada com memoriais existentes em outros países, a partir da finalização das obras, o Memorial entrará em fase de implementação do conteúdo. Além da exposição de longa duração, o Memorial do Holocausto terá espaços para mostras temporárias, loja de souvenir, café e espaço multiuso para atividades educativas e culturais.

“Estou muito honrado em poder fazer parte dessa iniciativa pessoalmente e com a Multiplan. Com o apoio que demos para a concepção e desenvolvimento do Monumento, estamos vislumbrando o futuro, criando um legado histórico e fortalecendo o turismo nessa cidade. Ao somar a beleza e a paz do Mirante do Pasmado e o conhecimento que o Memorial do Holocausto reunirá, este projeto estará, certamente, entre um dos pontos mais especiais do nosso Rio de Janeiro”, completa Peres.

O Memorial do Holocausto é uma realização da Associação Cultural Memorial do Holocausto, com apoio da Prefeitura do Rio, e patrocínio da iniciativa privada. O Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), organização social de cultura sem fins lucrativos, é o responsável pela implantação e concepção curatorial do museu. O parceiro do IDG na criação e desenvolvimento da museografia é a SuperUber.